Bruno Oliveira

Comitê russo nega 'elefantes brancos' e diz que estádios serão usados pós-Copa


 O Comitê Organizador Local da Copa da Rússia (COL) afirma ter planos para que a infraestrutura montada seja integralmente aproveitada após o Mundial. Em reunião com a imprensa neste sábado (14), em Moscou, os dirigentes do COL informaram que não haverá risco de "elefantes brancos", termo utilizado para definir uma arena com pouca utilização.
Dos 12 estádios construídos para a Copa, apenas dois não devem ser palcos frequentes de atividades futebolísticas: Lujniki [em Moscou] e Fisht [em Sochi] para o futebol, mas ambos serão transformados em áreas esportivas. As demais arenas serão utilizadas por times da primeira e segunda divisões da Rússia.
"Não construímos nada do que não precisávamos", enfatizou Alexey Sorokin, CEO do comitê organizador.
Para o desenvolvimento do Mundial na Rússia, incluindo serviços de transportes, turismo e construção de estádios, o COL diz ter gasto 9 bilhões de libras (R$ 45 bilhões).
Segundo a agência Tass, ao todo, 64 campos de treinamentos foram feitos para o torneio da Fifa.
"A infraestrutura teria sido construída em algum momento, talvez não com os critérios e cronograma rigorosos da Fifa, mas nós teríamos feito isso mais devagar", disse o presidente do comitê russo, Arkady Dvorkovich, destacando que a Rússia deverá aproveitar 100% da infraestrutura.
"Falando sobre infraestrutura, além dos estádios, esses são os campos onde as crianças irão treinar", acrescentou Dvorkovich.

Folhapress



últimas

  1. Depoimento de João de Deus tem teclado quebrado, gritos, fio queimado e agente ferido
  2. Médium João de Deus se entrega em estrada de terra de Abadiânia, em Goiás
  3. Crise na Nicarágua se agrava, diz secretário da Comissão de Direitos Humanos da OEA
  4. Maduro não foi convidado para a posse de Bolsonaro, diz futuro chanceler
  5. Movimentações em contas de João de Deus após denúncias reforçaram pedido de prisão
On Top