Bruno Oliveira

Criminosos detonam bomba em ponte e atiram contra Guarda Municipal no CE


 Criminosos detonaram uma bomba em uma ponte e atiraram contra a sede da Guarda Municipal neste domingo (13) em Fortaleza.


A ponte atingida é uma ligação entre os bairros Bonsucesso, Conjunto Ceará e Granja Portugal, na periferia de Fortaleza. A estrutura chegou a ser temporariamente bloqueada para uma avaliação de danos, mas foi liberada para carros e pedestres na manhã desta segunda-feira (14).


A base da Guarda Municipal de Fortaleza, no bairro de Passaré, foi atingida por tiros na noite de domingo. Os bandidos fugiram após o ataque. No interior, os bandidos incendiaram um ônibus escolar e atacaram sede de uma Câmara Municipal.


O ataque ao ônibus escolar aconteceu no município de Saboeiro (437 km de Fortaleza) por volta das 21h30 deste domingo. O veículo estava estacionado em uma garagem quando foi incendiado e o ataque não deixou feridos. 


Já a sede da Câmara ade Vereadores de Tucuru (116 km da capital) foi atingida por tiros durante a madrugada. Não houve feridos, mas vidros foram estilhaçados e a estrutura do prédio danificada.


A polícia também encontrou uma granada na estação de metrô de São Miguel, em Caucaia, cidade da Grande Fortaleza. O artefato foi detonado pelo esquadrão antibombas da polícia militar do Ceará.


Na madrugada desta segunda-feira, a polícia frustrou a ação de um grupo que tentou incendiar um posto de combustíveis no bairro Bom jardim, na capital. Segundo a polícia, houve troca de tiros e um dos suspeitos acabou morrendo, 
Já são 204 ataques de facções criminosas registrados desde o dia 2 de janeiro. Os ataques foram iniciados após a decisão do governo do estado de não separar mais os integrantes de facções nos presídios cearenses.


De acordo com a Secretaria da Segurança Pública, 358 pessoas foram presas ou apreendidas por suspeita de envolvimento nos crimes. 


Para enfrentar os ataques, o governador Camilo Santana (PT) sancionou neste domingo um pacote de leis que inclui o pagamento de recompensas para quem der informações sobre possíveis ataques e a possibilidade de convocação de policiais da reserva para reforçar a tropa.


O governo estima que até o final desta semana, 1,2 mil policias da reserva devem reforçar o policiamento nas cidades cearenses. 


HISTÓRICO
Segundo dados do Fórum Brasileiro de Segurança, o Ceará foi, em 2017, o terceiro estado do país com mais mortes violentas. A taxa foi de 59,1 mortos a cada 100 mil habitantes. À frente do estado estiveram apenas Rio Grande do Norte (68) e Acre (63,9).
Em 2018, segundo dados divulgados pelo estado, houve queda de 10,5% na taxa de homicídios entre janeiro e novembro de 2018, comparado com 2017.


Mesmo assim, no ano passado ocorreu a maior chacina da história do Ceará, com 14 mortos durante uma festa na periferia de Fortaleza, em janeiro, e a morte de seis reféns após ação policial para evitar assalto a dois bancos em Milagres, no interior, em dezembro.



últimas

  1. Apagão volta a atingir Caracas e outras regiões da Venezuela
  2. Em reunião com ministros, Bolsonaro defende relação pacífica com Maia
  3. Investigado na Lava Jato é encontrado morto em Porto Alegre
  4. Governo Bolsonaro suspende avaliação de alfabetização por dois anos
  5. Professor do Quênia que doa 80% do salário ganha 'Oscar da educação'
On Top