Bruno Oliveira

Saídas fechadas e falta de água revoltam público na Esplanada durante posse de Bolsonaro


 As pessoas que se concentraram na Esplanada para assistir à cerimônia de posse do presidente Jair Bolsonaro (PSL) ficaram presas no gramado por mais de uma hora.


A segurança fechou as saídas até que Bolsonaro chegasse ao Itamaraty. Grande parte do público estava na Esplanada desde esta manhã. O sol foi forte e os banheiros ficaram praticamente inutilizáveis ao fim do dia.


Os copos usados para distribuição de águas acabaram antes da liberação do público -não havia vendedores ambulantes no local.


As equipes de saúde atenderam várias pessoas passando mal por causa do forte calor. Policiais tiveram que fazer um cordão humano em torno da barraca de atendimento médico para evitar que o público invadisse o local.


Vários dos presentes se revoltaram com a situação e afirmam que seu direito de ir e vir foi cerceado. Até as saídas serem abertas, muitos gritaram "abre, abre".
"Bolsonaro chegou e já prendeu todo mundo. Ninguém pode sair", ironizou um dos apoiadores.



últimas

  1. Temer deve ser ouvido por delegado considerado seu 'maior inimigo' na PF
  2. Certificado de estabilidade dificultou investigação sobre barragem em Brumadinho, diz promotor
  3. Após repercussão negativa, Bolsonaro apaga vídeo de 'golden shower'
  4. Ministros do STF criticam espetacularização da Lava Jato ao prender Temer
  5. Como Lula, Temer ficará em carceragem da PF
On Top