Bruno Oliveira

Trump se irrita e joga fora o fone de tradução durante evento do G20


 O presidente norte-americano, Donald Trump, após chegar atrasado em seu encontro com Mauricio Macri, na Casa Rosada, demonstrou mau humor em público em sua primeira aparição.
Foi no Salão Branco, usado para recepções internacionais. Enquanto Macri falava, Trump usava um fone para tradução simultânea, mas não parecia se entender com o aparelho no ouvido e a outra parte, na mão.


Virou-o de um lado para o outro, e acabou tirando o fone do ouvido, atirando tudo no chão.
Depois que Macri terminou, Trump disse "Creio que te entendi melhor em seu idioma do que nisso, mas tudo bem".
Enquanto isso, um empregado da Casa Rosada corria para retirar o o aparelho do piso.


No discurso, além de oferecer apoio dos EUA para que a Argentina saia da crise econômica e prometer estimular investidores norte-americanos a trazer seus negócios ao país, Trump usou o mandatário argentino para dar seu primeiro recado à China. 
Disse a Macri que os chineses estavam praticando, no comércio, ações "depredadoras". 


O recado foi lido como um possível preâmbulo para uma possível reunião sem acordo, neste sábado (1), entre os líderes da China e dos EUA, tema que causa mais interesse nessa cúpula, pois a maioria dos países espera uma possível resolução da guerra comercial entre ambas potências.
Macri também declarou, nesta sexta-feira (30) que poderia não haver um acordo específico no final da reunião. "Não tenho dúvida de que não se constrói consenso da noite para o dia. Esse processo continua para além da reunião, o importante é que daqui saiam compromissos que levem a ações concretas que melhorem a vida de nossos cidadãos."

Com informações da Folhapress



últimas

  1. Depoimento de João de Deus tem teclado quebrado, gritos, fio queimado e agente ferido
  2. Médium João de Deus se entrega em estrada de terra de Abadiânia, em Goiás
  3. Crise na Nicarágua se agrava, diz secretário da Comissão de Direitos Humanos da OEA
  4. Maduro não foi convidado para a posse de Bolsonaro, diz futuro chanceler
  5. Movimentações em contas de João de Deus após denúncias reforçaram pedido de prisão
On Top