últimas notícias
Bruno Oliveira

Amendoim e suco escondiam cocaína no porto de Santos


 Dois contêineres contendo suco de laranja e amendoim escondiam 828,7 quilos de cocaína no porto de Santos. A droga foi apreendida nesta sexta-feira (15) em duas operações, antes que as cargas partissem com destino a portos europeus.
Na maior apreensão, 612 quilos de cocaína estavam escondidos em um contêiner carregado com tambores contendo suco de laranja concentrado. Em cinco dos tambores, de acordo com a Receita Federal, o suco foi substituído por cocaína, que tinha como destino o porto de Roterdã (Holanda).
A suspeita é que a droga tenha sido inserida sem conhecimento do proprietário do contêiner, num esquema conhecido como "rip-off loading".
Na madrugada desta sexta (15), uma operação conjunta envolvendo PF (Polícia Federal), Receita, Polícia Militar e Guarda Portuária resultou na apreensão de outros 216,7 quilos de cocaína no porto.
A droga estava num contêiner com sinais de violação embarcado no porto de Zarate (Argentina). O destino final seria Antuérpia (Bélgica).O contêiner, com amendoins, foi aberto à 0h40 e a droga foi encontrada perto da porta, dentro de seis bolsas esportivas.


Como foram achados mosquetões no local, agentes que participaram da apreensão acreditam que a droga foi içada até o navio.
Nos dois casos, a droga foi encaminhada à PF de Santos, que investigará os crimes.


Em maio, num intervalo de apenas uma semana, a Receita Federal já tinha apreendido cerca de uma tonelada de cocaína no porto de Santos, escondida em contêineres de limão taiti e açúcar que tinham como destinos países europeus.
Contêineres com produtos como açúcar, sal, café, amendoim, fubá, miúdos de frango e até cabeças de suíno com focinho têm sido usados para esconder cocaína que traficantes tentam exportar a partir do porto de Santos, o principal do país e por onde passa cerca de 30% do comércio exterior brasileiro.
Neste ano, já são 16 as grandes apreensões de cocaína no porto, que somam 6,2 toneladas de cocaína. O volume cresce a cada ano.
Enquanto em 2016 foram apreendidas 10,6 toneladas de cocaína, no ano passado o volume alcançou 11,5 toneladas, segundo dados da Receita Federal.

Folhapress



últimas

  1. Aliados de Bolsonaro anunciam apoio de bancada do Podemos
  2. STF indefere pedido de fechamento da fronteira com a Venezuela
  3. PT ASSUME QUE LULA VAI SER BARRADO E LANÇA HADDAD COMO VICE
  4. Antigo âncora do Roda Viva afirma que se afastou após pressões políticas
  5. Quadrilha rouba cinco carros de concessionária na zona oeste de SP
On Top